Especialização em Revitalização e Multiplicação de Igrejas (RMI)

Casa Programas e Cursos

Especialização em Revitalização e Multiplicação de Igrejas (RMI) – Semipresencial

INTRODUÇÃO

 

O curso de Pós-Graduação (lato sensu) em Revitalização e Multiplicação de Igrejas (RMI) possui como foco capacitar pastores, presbíteros, evangelistas, missionários e líderes, com vistas à condução do processo de revitalizar e multiplicar igrejas. Eventualmente oferece consultoria para projetos locais e regionais de revitalização de igrejas segundo a filosofia do programa.

 

O curso abrange um total de 15 créditos, organizados da seguinte maneira:

 

8 créditos (120 horas/aula), realizados em módulos presenciais, conforme calendário acadêmico anual.

3 créditos (45 horas/aula), realizados em módulos online síncronos, conforme calendário acadêmico anual.

4  créditos (60 horas/aula) realizados na forma de Projeto Ministerial para RMI (Projeto de Conclusão). O projeto ministerial deve ser entregue até o dia 30 de setembro do ano em curso.

Além disso, estima-se uma dedicação em torno de 205 horas para a realização de leituras e atividades adicionais.

A dedicação total estimada é, portanto, de aproximadamente 430 horas e o prazo máximo para a integralização do curso é de 02 anos letivos, contados a partir da matrícula no CPAJ.

OBJETIVOS GERAIS

 

O currículo deste curso visa a atingir os seguintes objetivos:

 

Oferecer aos estudantes a oportunidade de desenvolver a sua habilidade de cooperar com a revitalização e a multiplicação da igreja local e do reino de Deus, mediante o estudo das Escrituras e a pesquisa teológica, considerando os desafios pertinentes.

 

Auxiliar professores que militam na área da Teologia Pastoral na compreensão da importância e das particularidades dos desafios relacionados à multiplicação de novas igrejas e revitalização de igrejas já existentes, desafiando-os a transmitir esta visão aos seus alunos nos cursos teológicos e pré-teológicos da IPB e de outras denominações.

 

Desafiar ministros, missionários, presbíteros regentes e demais líderes para o exercício de ministérios relevantes à luz do plano de Deus e do ambiente no qual ele os chama para a execução deste plano, com especial ênfase no desenvolvimento de suas habilidades ministeriais, conhecimento de suas fraquezas e uso de ferramentas para a capacitação constante. Desafiar o aluno e guiá-lo em um processo de auto avaliação e de avaliação de seu ministério à luz das Escrituras e da sabedoria bíblica.

 

Oferecer treinamento e preparo avançado para pastores e líderes que almejam maior profundidade e excelência em seus ministérios, associando a vocação para o ministério pastoral com as demandas da Grande Comissão.

Conectar alunos e ex-alunos em movimentos de Revitalização e Multiplicação de Igrejas, com fundamentação reformada, através das parcerias firmadas pelo CPAJ para esta finalidade.

CURRÍCULO

 

As disciplinas do Programa possuem embasamento bíblico-teológico reformado, estratégias para auxiliar no desempenho do ministério, analise para auxiliar no reconhecimento de vitalidade e enfermidade numa igreja local e o projeto ministerial de conclusão do curso.

Devem ser cursadas conforme calendário anual para que o aluno tenha condições acadêmicas de cumprir as normas estabelecidas e a carga horaria esperada. São elas:

  1. Revitalização Ministerial segundo a Bíblia (Pré-requisito para as demais disciplinas, conexão da parceria entre o CPAJ e a Instituição Americana Embers to a Flame, PCA) – 2 créditos – 30 horas/aula

Estudo dos processos vitais de uma igreja local como um organismo vivo, o corpo de Cristo, com seus ciclos, doenças e vitalidade. Após o diagnóstico, atentar para possíveis ações de intervenção para recobrar a saúde doutrinária, dinamismo da liderança e engajamento da membresia para o ministério da palavra, evangelização e diaconia.

 

  1. Teologia Reformada aplicada ao Ministério cristão – 2 créditos – 30 horas/aula.

Referência aos principais elementos doutrinários da Reforma Protestante, do desenvolvimento Pensamento Reformado ao longo da história e suas implicações para a igreja contemporânea. Esta disciplina apresenta ao aluno algumas contribuições da teologia reformada ao pensamento cristão e o impacto delas à prática eclesiástica e aa uma igreja viva, proclamadora da graça.

 

  1. Filosofia Bíblica do Ministério centrada nas Escrituras – 2 créditos – 30 horas/aula

Quais são as principais atividades do pastor? O que ele deveria fazer (ou não fazer) em seu ministério? Como o seu desempenho deveria ser avaliado pela congregação? Essa disciplina apresenta as seguintes dimensões do trabalho pastoral: pública, privada e pessoal.

 

  1. Vitalidade e Enfermidades Ministeriais – 2 créditos – 30 horas/aula

O crescimento da igreja pode ocorrer de maneira inesperada, mas seu declínio geralmente acontece lentamente e até imperceptível. Contudo, essa erosão possui alguns sinais que não podem ser ignorados se a intenção é revitalizar a igreja. Essa disciplina analisa os principais sintomas de uma igreja enferma e orienta em prol das principais ações a serem tomadas no caso de declínio espiritual da comunidade.

 

  1. Princípios de Planejamento Ministerial/Eclesiástico (online) – 1 crédito – 15 horas/aula

O planejamento estratégico para igrejas auxilia na compreensão das mudanças do ambiente externo e interno, pois ajuda a reconhecer problemas que podem surgir ao longo do caminho e a identificar oportunidades de melhoria. Esse processo ajuda a igreja a se preparar melhor para mudanças

 

  1. Princípios Bíblicos sobre Liderança Espiritual (online) – 1 crédito – 15 horas/aula

Como definir liderança bíblica? Qual é o verdadeiro conceito de “liderança servidora”? Este curso busca desenvolver o conceito de liderança espiritual à luz de 1Timóteo 3.1-17 e Tito 1.6-9. Também, o aluno tem a oportunidade de estudar sobre as prioridades e responsabilidades do líder em relação à Deus e ao Corpo de Cristo.

 

  1. Aspectos práticos do Cuidado Pastoral (online) – 1 crédito – 15 horas/aula

O ministério pastoral consiste no cuidado pelo rebanho comprado pelo precioso sangue de Cristo (Atos 20.28). Esse cuidado é multifacetado, mas é especialmente representado no treinamento de liderança (o compromisso com a próxima geração), na prática da visitação e discipulado cristão, bem como nas dinâmicas do trabalho com grupos na igreja local. Essas são as principais áreas estudadas nessa disciplina.

 

  1. Projeto Ministerial para RMI – 4 créditos – (equivalência de 60 horas/aula)

CREDENCIAMENTO

O RMI, como os demais cursos oferecidos pelo CPAJ, possui credenciamento de natureza intra-corpus, sendo o certificado de especialização outorgado sob a autoridade da Igreja Presbiteriana do Brasil. Mediante a conclusão dos requisitos do curso o aluno recebe o certificado de ESPECIALISTA EM REVITALIZAÇÃO E MULTIPLICAÇÃO DE IGREJAS.

INGRESSO

As inscrições para o RMI ocorrerão dentro dos processos seletivos do CPAJ, obedecendo ao Calendário Acadêmico anual.

O candidato ao programa deverá apresentar:

  • Diploma de curso superior em teologia (bacharelado ou licenciatura plena, reconhecido pelo CPAJ).
  • ou
  • Diploma de curso superior em outras áreas e familiaridade com o saber teológico.
  • Indicação por duas autoridades eclesiásticas que atestem seu engajamento ministerial e indícios de vocação missionária.

O Processo Seletivo para o RMI inclui:

  • Inscrição (on-line).
  • Pagamento da taxa de inscrição.
  • Apresentação de documentos.
  • Entrevista com o coordenador do curso ou outro membro do corpo docente do CPAJ previamente designado (a juízo do coordenador).

REGIME DE AULAS E CALENDÁRIO

Dentre os cursos de especialização do CPAJ, o RMI é oferecido em módulos presenciais e online (com aulas gravadas e ao vivo). As disciplinas presenciais são oferecidas, geralmente, nas dependências do CPAJ, e tem a duração média de 4 dias cada, de segunda a quinta-feira. As disciplinas online poderão ser ministradas em módulos de 1 semana (segunda a quinta) ou de 1 mês (com uma interação ao vivo agendada por semana). Todos os módulos do curso são obrigatórios. Para o bom andamento do curso o aluno deverá seguir o Calendário Anual.

 

As disciplinas oferecidas no RMI são disciplinas de especialização (pós-graduação lato sensu), não sendo possível, portanto, o seu aproveitamento como créditos regulares nos cursos de mestrado e doutorado do CPAJ (semelhantes aos programas de pós-graduação stricto sensu). Contudo, alunos que obtiverem o certificado de especialista do RMI poderão apresentá-lo para satisfazer a exigência de formação teológica para ingresso no MDiv nas Área Pastoral.

LINHAS DE PESQUISA E HABILITAÇÃO

O RMI é oferecido dentro da área de concentração “Estudos Pastorais”, fazendo parte da linha de pesquisa “Missões”. Pela própria natureza do seu foco, entretanto, o curso apresenta significativa interdisciplinaridade. Destarte, o aluno do RMI será exposto a outras áreas do saber teológico e, semelhantemente, alunos cujos interesses teológicos estejam em outras áreas também podem se beneficiar da reflexão desenvolvida no RMI.

PROJETO MINISTERIAL

O Projeto Ministerial deve ter não menos que 20 e não mais que 40 páginas e deve demonstrar fundamentação bíblico-teológica, planejamento ministerial e estratégico e ferramentas de avaliação e aperfeiçoamento. Esse Projeto de Conclusão é submetido ao Coordenador de Curso que pode designar um avaliador dentre os professores do corpo docente do CPAJ, sendo a Câmara de Pós- Graduação do CPAJ a única instância de recurso. A reprovação do Projeto Ministerial não impede a reapresentação do mesmo após correções e modificações, nem a apresentação de um novo Projeto Ministerial, desde que, em ambos os casos, não tenha expirado o prazo de conclusão do curso.

OBTENÇÃO DA CERTIFICAÇÃO

Aprovado o Projeto de Conclusão, o aluno está apto para ser diplomado, o que ocorrerá em cerimônia oficial de graduação conforme calendário do CPAJ, quando receberá seu certificado com o título de Especialista em Revitalização e Multiplicação de Igrejas. O certificado só será outorgado in absentia (estando ausente o aluno à cerimônia) mediante solicitação formal e aprovação da direção do CPAJ.