FIDES REFORMATA ONLINE

Artigo: A Oração do Pai Nosso: Fonte de Consolo ou Mera Recitação? (Volume XXI)

Por Anselmo Ernesto Graff e Dirléia Fanfa Sarmento

Resumo

Esta pesquisa teve como objetivo revisitar as palavras da oração do Pai Nosso, segundo o texto original no evangelho de Mateus. A metodologia constituiu em investigar estudos exegéticos pertinentes ao texto de Mateus 6.9-13. A análise indica que o Pai Nosso tem muito mais a nos dizer do que sua brevidade parece indicar. A oração, como iniciativa divina, parece consistir em manter diante de nossos olhos como se dá a nossa relação com Deus, e o Pai Nosso é a oração que melhor expressa isso. Essas poucas linhas ensinadas por Jesus servem de modelo para a oração, tanto em sua forma como em seu conteúdo. Elas podem ser usadas como guia para os crentes em Cristo de todos os povos e línguas e em todas as situações. Nas palavras de Martinho Lutero, pode ser resumida a maior descoberta desta pesquisa: “Pois ainda hoje mamo no Pai Nosso como uma criança, dele como e bebo como um adulto, não consigo me fartar dele”.

Palavras-chave

Pai Nosso; Mateus 6.9-13; Oração; Jesus.

Sobre o autor

Clique aqui para baixar o artigo

“E repousará sobre ele o Espírito do SENHOR, o Espírito de sabedoria e de entendimento, o Espírito de conselho e de fortaleza, o Espírito de conhecimento e de temor do SENHOR.” Isaías 11.2
> Newsletter

Coloque aqui seu e-mail para receber nossos Boletins Informativos:

> Informações de Contato

ANDREW JUMPER
Centro Presbiteriano de Pós-Graduação
Rua Maria Borba, 44 - Vila Buarque
São Paulo - SP - Brasil - CEP: 01221-040

E-mail: atendimentocpaj@mackenzie.br
Tel: 011 2114-8644 - Fax: 011 3256-6611

Centro Presbiteriano de Pós-Graduação Andrew Jumper© 2014. Todos os direitos reservados.