Fides Reformata
Home Fides Reformata

Fides Reformata 23 N1

Volume XXIII

 

Número 1 – 2018

+ EDITORIAL

É com grande alegria que apresentamos aos nossos leitores o volume XXIII, no 1, da revista Fides Reformata, mantendo o nosso compromisso de contribuir com a pesquisa teológica na América Latina. Nos últimos anos, após nossa decisão de publicar em cada número um artigo em inglês, Fides também iniciou sua participação no cenário internacional. Conheça toda essa contribuição eletronicamente no site oficial do Centro de Pós-Graduação Andrew Jumper e em bancos de dados como ATLA Serials, Fuente Academica e outros.

 

Nesta edição, o primeiro artigo, de Paul Wells, “A Perseverança dos Santos, uma Doutrina Controversa”, propõe que a doutrina da perseverança dos santos procura responder às questões que surgem no plano exegético, mas os maiores problemas, segundo ele, são de ordem prática. O autor apresenta as diferentes posições confessionais sobre o tema, considera os argumentos que parecem contradizer a doutrina e mostra como a fé reformada trata de dois desafios práticos, a fé temporária e o retrocesso. Por fim, argumenta que a perseverança decorre da obra de Cristo e da atuação do Espírito, sendo acima de tudo um fruto da fidelidade de Deus.

 

O segundo artigo, por Silas Palermo, “A Reforma Protestante e a Música”, parte do pressuposto de que a Reforma trouxe transformações profundas que afetaram a música e seu propósito na vida cristã. O autor analisa tais transformações no contexto dos reformadores Martinho Lutero e João Calvino.

 

O terceiro artigo, por João Paulo Thomaz de Aquino, professor da casa, “A Proposed Reading of Revelation 11:1-13” (Uma Proposta de Leitura para Apocalipse 11.1-13), trata dos pontos mais problemáticos associados a essa passagem: nos versos 1-2, o significado de “templo”, a ocasião desses acontecimentos, a ações dos gentios e o sentido de “a cidade santa”; nos versos 3-13, a identificação das duas testemunhas.

 

O quarto artigo, por Alan Rennê Alexandrino Lima, “A Doutrina Cristológica do Extra Calvinisticum”, discorre sobre a noção de comunicação dos atributos divinos (communicatio idiomatum), tanto na perspectiva luterana quanto na perspectiva calvinista. Inicialmente é feito um levantamento histórico em torno do debate, seguido de uma apresentação dos fundamentos confessional, bíblico e teológico da doutrina, a fim de demonstrar a sua veracidade.

 

O quinto artigo, por Willibaldo Ruppenthal Neto, “‘Ó morte, onde está o teu poder?’: o Uso da Profecia de Oséias 13.14 por Paulo em 1 Coríntios 15.55”, analisa o uso do texto de Oséias na construção teológica e retórica de Paulo e avalia o movimento hermenêutico que Paulo realiza para se apropriar das palavras de Oséias no Antigo Testamento como Escritura Cristã.

 

O sexto e último artigo, de minha autoria, “Elementos Propínquos e Distintivos da Literatura Sapiencial”, analisa os níveis de semelhança entre a sabedoria produzida dentro do contexto da sociedade Israelita e a que era produzida entre as nações ao seu redor. O objetivo da análise não é distanciar a literatura sapiencial de Israel da que era produzida internacionalmente, mas entender os motivos e consequências de tanta semelhança entre ambas.

 

A seção de resenhas traz avaliações de obras relevantes para o contexto atual da igreja: As Coisas da Terra: Estimar a Deus ao Desfrutar de suas Obras, de Joe Rigney, resenhada por Daniel Piva; Martinho Lutero, um Destino, de Lucien Febvre, resenhado por Marcone Bezerra Carvalho, e A Razão de Nossa Fé: Respostas a Perguntas Difíceis sobre Deus, o Cristianismo e a Bíblia, de William Lane Craig e Joseph E. Gorra, resenhado por Filipe Costa Fontes.

 

Esta edição de Fides Reformata é publicada em saudosa homenagem ao colega Rev. João Alves dos Santos, falecido no dia 22 de abril de 2018, aos 74 anos. Nascido em 1943, ele obteve bacharelados em Teologia (1963), Direito (1969) e Letras (1981). Fez cursos de mestrado em Antigo Testamento (Faith Theological Seminary, 1974) e Novo Testamento (Seminário Rev. José Manoel da Conceição, 1984). Por 30 anos, lecionou Teologia Sistemática, Grego e Exegese do NT no Seminário Presbiteriano Conservador, tendo sido o seu diretor no período 1980-1996. Também lecionou Grego e Exegese do NT no Seminário JMC por quase 40 anos, desde a sua fundação em 1980. Em 1992, tornou-se o primeiro coordenador do futuro CPAJ, ao qual dedicou quase 30 anos de eficientes serviços em sua área de competência e mais tarde também como coordenador da Educação à Distância (EAD). Esse estimado pastor, professor e amigo deixa um valioso legado por sua plena dedicação a Cristo Jesus, suas contribuições à educação teológica e sua personalidade calorosa e comunicativa. Deixa a esposa Elaíne e as filhas Aline, Anne e Louise. Seu último artigo em Fides Reformata foi publicado no número anterior desta revista (2017-2).

 

Seguindo com o compromisso da revista de proporcionar e incentivar uma reflexão teológica reformada, entrego aos leitores mais uma edição de Fides Reformata, no desejo de que estes artigos e resenhas despertem mais uma vez o interesse pela pesquisa que visa contribuir para a edificação do povo de Deus, servindo sua igreja ao redor do mundo.

 

Boa leitura!
Dr. Daniel Santos
Editor Geral

ARTIGOS

RESENHAS

VERSÃO ONLINE